O Minoxidil funciona?

Como a finasterida, o minoxidil é cientificamente comprovado para melhorar o crescimento do cabelo e também ajudar os homens, com a calvície de padrão masculino, a reconquistarem o cabelo “perdido”.

No entanto, há um embate sobre a funcionalidade do Minoxidil nos cabelos da entrada. Nos testes usados ​​para garantir a aprovação do FDA (Food and Drug Administration), que é o órgão regulatório dos Estados Unidos, o minoxidil foi testado principalmente no topo do couro cabeludo e coroa, resultando em uma crença comum de que ele só funciona nessas áreas.

Apesar disso, há muitas evidências de que o minoxidil é eficaz ao promover o crescimento do cabelo em todo o couro cabeludo, incluindo a linha do cabelo.

Neste guia, veremos a ciência por trás do minoxidil para entender melhor como ele funciona, por que é eficaz e por que vale a pena considerá-lo (junto com a finasterida) se você nota que seu cabelo está “dminuindo” de forma frequente.

Minoxidil e crescimento do cabelo: a ciência

O minoxidil é um vasodilatador, o que significa que foi concebido para dilatar os vasos sanguíneos e melhorar o fluxo de sangue para determinadas áreas do seu corpo.

Quando aplicado topicamente na forma de soro ou espuma, o minoxidil aumenta o fluxo sanguíneo nas partes do couro cabeludo onde o cabelo cresce. Ao aumentar o fluxo sanguíneo, mais oxigênio e nutrientes podem ser transportados para cada folículo piloso, promovendo assim o crescimento e a saúde do cabelo.

Ao contrário da finasterida, que atua reduzindo os níveis de DHT na corrente sanguínea, o minoxidil não tem efeito sobre seus hormônios. É melhor pensar no minoxidil como uma solução local que pode ajudar a melhorar o crescimento do cabelo, enquanto a finasterida é projetada para proteger seus folículos do DHT. (Leia sobre a finasterida aqui.)

Como surgiu o Minoxidil

Em seus primeiros dias, antes de se tornar um tratamento de perda de cabelo, o minoxidil foi desenvolvido como um tratamento para a hipertensão. Ao notarem que o minoxidil produziu o crescimento do cabelo como um efeito colateral perceptível, pesquisadores da Upjohn (a empresa que originalmente desenvolveu o medicamento) o readaptaram como um tratamento tópico para queda de cabelo para homens que sofrem de alopecia androgênica.

Para novos medicamentos chegarem ao mercado, eles precisam passar por um rigoroso processo de teste para mostrar que eles não são apenas seguros, mas também eficazes.

A Upjohn lançou testes clínicos em larga escala de minoxidil em todo os EUA no final dos anos 70, com testes continuando ao longo dos anos 80 e 90. A eficácia deste teste concentrou-se principalmente nos efeitos do Minoxidil no crescimento do cabelo em torno do couro cabeludo e da coroa.

Por exemplo, um estudo de 1986 focou nos efeitos do Minoxidil na coroa da calvície. No estudo, 53% dos participantes experimentaram crescimento significativo de pelos. Assim, Upjohn percebeu que o minoxidil funcionou de forma muito eficaz, mas concentrou a maior parte de seus testes na coroa e no couro cabeludo.

A maioria dos outros estudos de minoxidil avaliaram o crescimento de pelos no couro cabeludo. Por exemplo, outro estudo de 2002 testou 5% de minoxidil contra 2% de minoxidil, novamente contando os pelos ao redor do couro cabeludo em vez de próximo as entradas.

Na maioria das vezes, a alegação de que o minoxidil só funciona no couro cabeludo e na coroa da cabeça vem dessa pesquisa. Não é que o minoxidil não seja eficaz ao redor da linha do cabelo, mas que até o momento não houve uma extensa pesquisa sobre a restauração de minoxidil e cabelo.

O minoxidil funciona para entradas?

O minoxidil atua no direcionamento do fluxo sanguíneo para a área em que é aplicado. O resultado do fornecimento de sangue e nutrientes no folículos pilosos é o aumento da densidade e da taxa de crescimento do cabelo.

Como tal, não há razão para o minoxidil não funcionar para uma entrada recuada. Os folículos pilosos na linha do cabelo não são significativamente diferentes dos outros no couro cabeludo ou coroa, o que significa que você ainda deve experimentar os benefícios do minoxidil ao aplicá-lo na linha do cabelo.

Existem também incontáveis ​​casos de pessoas com cabelos finos que obtiveram melhora no crescimento e na espessura usando o minoxidil.

É melhor entender o minoxidil como um auxílio e não como a salvação da queda de cabelos.

Também vale a pena considerar o minoxidil em combinação com um bloqueador de DHT como a finasterida. Estudos mostram que minoxidil e finasterida podem ter um efeito sinérgico na prevenção da perda de cabelo, tornando os dois medicamentos uma combinação popular para proteger sua linha fina e couro cabeludo da calvície.